segunda-feira, 11 de maio de 2009

Um comentário:

Guilherme Póvoas disse...

Para estes, a crise tem a mesma cara há décadas.